Transferência de arquivos

CENAPAD-SP dispõe do ambiente computacional:

Ao conectar-se ao CENAPAD-SP, o usuário estará por default conectado ao servidor de conexões (máquina frontend.cenapad.unicamp.br).

Se desejar se conectar ao ambiente Lovelace, o usuário deve fazê-lo através do comando abaixo:

O login e a senha do usuário no CENAPAD-SP são sempre os mesmos, independentemente do ambiente computacional utilizado.

Transferindo arquivos para o ambiente computacional

Está disponível, a partir da sessão no servidor de conexões, o diretório home do usuário no ambiente computacional:

A transferência de arquivos para o CENAPAD deve sempre ser feita para o servidor de conexões (cenapad.unicamp.br), indicando-se o ambiente destino através do diretório acima. Exemplo:

- Para transferir um arquivo de sua conta CENAPAD no ambiente Lovelace para sua máquina local, o usuário deve usar (também em sua máquina local) o comando:

scp -P 31459 login@cenapad.unicamp.br:~/homelovelace/nome_do_arquivo .

IMPORTANTE: O comando acima assume que o arquivo se encontra no "diretório raiz" da conta do usuário no ambiente. Caso o arquivo a ser transferido esteja dentro de algum subdiretório, o "caminho" completo deve ser especificado.

Exemplo:

- Se o arquivo encontra-se na conta do usuário no ambiente Lovelace sob o diretório "resultados" o comando deve ser:

scp -P 31459 login@cenapad.unicamp.br:~/homelovelace/resultados/nome_do_arquivo .

O caracter "." (ponto final) é mandatório nos comandos acima, e pode opcionalmente ser substituído por um subdiretório da conta do usuário em sua máquina local.

IMPORTANTE - Caso o arquivo de origem tenha sido criado em uma máquina Windows, é preciso convertê-lo para o formato Linux antes de usá-lo no ambiente CENAPAD. Para fazer essa conversão, o usuário deve usar o seguinte comando (no ambiente CENAPAD) :

dos2unix <nome_do_arquivo>

No ambiente do Cenapad-SP, as máquinas podem ser usadas de duas maneiras:

  1. Modo interativo - usado para compilação de programas, criação e edição de inputs, verificação de outputs e submissão de jobs a serem executados.

  2. Modo batch - usado para o processamento propriamente dito. Nesse modo, o job é submetido a um Sistema de Filas, para ser executado quando houver máquina/recursos disponíveis. Podem ser executados em batch programas seriais ou paralelos.

É necessário que se utilize as ferramentas adequadas no ambiente computacional. Nos próximos capítulos deste Guia serão descritos os procedimentos básicos para submissão de tarefas computacionais (jobs batch) ao ambiente computacional disponível no CENAPAD-SP.